Colégio Horizonte

Este fórum foi criado com o intuito de ajudar os alunos durante o ano letivo.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Física 1ª Série E.M - Orientações para a conclusão dos estudos da apostila do 3° Bim.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Física 1ª Série do Ensino Médio
Prof. Manoel Brandão
Orientações para a conclusão do estudo da apostila de Física 3° Bimestre de 2010

Página 37

Exercício 05

Como a força exercida pelo barco tem a mesma direção e sentido de seu movimento podemos aplicar:

P = F . v

Visto que SI a potência deve ser dada em Wats (W) e aqui está em H P (Horse Power) devemos primeiramente fazer s transformação por meio de uma regra de três.

Montada e resolvida a regra chegaremos a P = 18625 W

Para aplicar a fórmula anunciada no início ainda nos falta fazer uma transformação. A velocidade do barco está em Km/h e o SI exige em m/s. Feita mais esta transformação aplicamos

P = F . v
e bom trabalho ----- Finalmente: ---- F = 1862,5

Mas o desafio em questão ainda nos prega uma peça final, dentre as opções apresentadas como respostas não há o número que encontramos. Sabendo que entre um número e um parêntesis existe um sinal de multiplicação resolva as expressões que encontrarás o resultado.

Exercício 06

Ao subir o morro o carro adquire Ep (Energia potencial). Se o rendimento de seu motor fosse de 100% Para subir esse morro ele deveria usar a mesma quantidade de energia motora que adquire no ponto mais alto do morro. Então devemos estabelecer uma comparação entre a energia gasta por ele para executar o TRABALHO de subida e a quantidade de energia gasta por ele.

Ep = m . g . h ----------------------------------------------- Ep = 1 500 000 J comparando com a Energia gasta vê-se que esta é apenas 20% daquela, portanto o rendimento do motor é de 20%.

Exercício 7

Primeiramente vamos adequar as informações ao SI. Velocidade é dada em m/s e não em km/h como está. Transformamos também KW em W. Feito isto, aplica-se a Fórmula P = F . V, que aliás foi citada no texto da questão. Ao final encontraremos:
F= 1800 N
O texto nos informou que a força de atrito viscoso é diretamente proporcional a velocidade, logo para 24 Km/h, temos F = 3600N, aplicando novamente a mesma fórmula com esses novos dados chegaremos a P = 24 KW

Exercício 8

Veja que a questão trata da transformação de uma modalidade de energia (Cinética) em outra modalidade de energia (Elétrica), muito embora eu tenha falado aqui em energia Cinética, como a água se precipita do alto da barragem em direção aos geradores ela será tratada como Epg. Como trata-se de transformação de uma modalidade de energia em outra modalidade, usaremos a fórmula mais elementar da Potência:

P = En / T

Como a energia aqui será tratada como Epg e Epg = m.g.h, fazendo-se as devidas substituições e lembrando que 4,4 . 106 KW equivale a 4,4 . 109 W, chegaremos ao valor de m = 4. 106 Kg. Como cada m³ vale 1000 Kg/m³ temos m = 4. 106 / 10³ = 4,0 . 10³


Bom Trabalho a todos.

PREZADOS ALUNOS, MUITO EMBORA NÃO TENHA VOS INSTRUÍDO EM SALA SOBRE AS QUESTÕES DAS PÁGINAS 42 E 43 DA NOSSA APOSTILA DO 3° BIMESTRE, TENDO EM VISTA QUE A TEORIA RELATIVA A ESTES EXERCÍCIOS JÁ FORAM DISCUTIDAS EM SALA, TEMDO EM VISTA TAMBÉM QUE AS ORIENTAÇÕES AGORA POSTADAS POR SI SÓ SÃO CAPAZES DE GARANTIR BONS ÊXITOS PARA QUEM SE DISPUSER FAZER AS TAREFAS E SOBRETUDO TENDO EM VISTA O ATRASO EM NOSSA MATÉRIA ESTOU POSTANDO ORIENTAÇÕES AQUI SOBRE TODO O RESTANTE DA APOSTILA. O TRABALHO ENTÃO SE ESTENDERÁ ATÉ O FINAL DA APOSTILA E DEVERÁ SER ENTREGUE NA QUARTA FEIRA DIA 20 / 10 / 2010. AS DÚVIDAS DEVEM SER POSTADAS NESTE FÓRUM, JÁ QUE EM NOSSA PRÓXIMA AULA COMEÇAREMOS A NOVA APOSTILA.


Minhas queridas e meus queridos,

Já estudamos que impulso de uma força é a grandeza física capaz de desinstalar com maior rapidez e mais eficiência um corpo de sua situação de inércia, seja ela de repouso ou movimento. Tomemos como exemplos o lançamento de um foguete e a colisão de um automóvel. No primeiro exemplo, temos um corpo em repouso que par a ser levado à condição de movimento lhe é fornecido o impulso de uma força. No segundo exemplo o impulso é contrário ao movimento do veículo, fazendo-o parar ou mesmo inverter sua trajetória.

O IF (Impulso de uma Força) depende fundamentalmente de duas outras grandezas físicas, quais sejam, a intensidade da força aplicada e o tempo pelo qual ela é aplicada sobre o corpo, daí a fórmula.


IF = F . t

Se tivermos um gráfico que relacione F e t podemos calcular IF, pela área sob o referido gráfico, seja esta força constante ou variável.

Sabendo disso vamos as dicas para os exercícios:

Página 42.

1) É só analisar a fórmula IF = F . t que você descobre.

2) Aplique a fórmula IF = F . t para os primeiros dados e repita para os segundos dados depois compare.

3) Se você aplicar suas próprias forças sobre uma parede de sua sala de aula por exemplo você conseguirá tirá-la do seu estado de inércia? A força peso agindo sobre um corpo apoiado sobre uma superfície plana muda seu estado de inércia? Combine estas indagações ao conceito de IF e responda a questão.

4) É só aplicar a fórmula IF = F . t

5) Veja o que eu escrevi sobre o gráfico quais as grandezas que devem ser envolvidas, só há um gráfico com tais características.

6) Você pode calcular por meio da Fórmula do trapézio A = [(B + b) / 2] * h, ou dividindo a figura em três áreas, dois triângulos e um retângulo, calculando as três e somando-as.
Resposta, letra e = 21

Página 43 (Até que em fim!!!!!!! Só por Deus!!!!)


1 – analise a fórmula IF = F . t, isolando F no primeiro membro encontramos a intensidade da força ( que é o que machuca) vejamos: F = IF / t, isto nos permite concluir que quanto maior for o tempo de contato entre a os corpos em colisão menor será a intensidade da força, veja aqui estamos falando de intensidade da força, que é o que machuca, o que deforma, não estamos falando de IF (impulso de uma força, o que modifica o estado de inércia)

2 – idem ao anterior

3 – idem aos dois anteriores complemente com pesquisas

4 – Como podemos ver em nossa apostila IF = F . t, mas também IF = Qf – Qi de tal forma que podemos escrever: F . t = Qf – Qi Sendo Q a quantidade de movimento dada por Q = m . v aplicando essa forma chegamos à 0,02 s.

5 E 6 – resolve-se pela mesma fórmula.

BOA SORTE< bons estudos, bom descanso. Fiquem com Deus! E me aguardem com mais tarefas. Amo vocês e física também.

Bj³.... MB



“Cada esforço que se faz pela aprendizagem se acumula pontos valiosos na poupança da nossa existência.” (MB)


Ver perfil do usuário
Manooel no exerciicio 11 da página 30 num entendi uma coisa, eu não consigui fazer ele, então a Isaah qe me explicou, mas mesmo assim nãão entendi .. pode me ajuudar ?

RESPOSTA DO PROFESSOR

Clafro Deborita, vamos lá.
A Izabela fez uma daquelas viagens que nós fazemos de vez em quando e acabamos indo à lua e voltando ao ponto certo quando se queria ir no máximo a Terra Roxa. Há caminhos mais fáceis, tentemos:

EMi = EMf
Eci + Epi = ECf + EPf

Inicialmente o objeto está parado, portanto sua ECi = 0 mas ele foi puxado 10 cm, trabalho este feito sobre uma mola de K= 50 N/m, é claro que essa deformação x= 10 da mola gera uma certa força potencial elástica que pode ser calculada por EPe = (K . x²)/2
lembrando que x é a deformação e deve ser dada em m e não em cm, faça a transformação e aplique a fórmula, vc. deve chegar à EPe = 0,25 J
No final do ato a Ep = 0 mas há uma certa Energia cinética de tal modo que voltando a fórmula inicial temos:

Eci + Epi = ECf + EPf

0 + 0,25 = ECf + 0

aplicando a Fórmula da EC na equação acima vc. chega lá.

Vai que dá.
]qualquer coisa é só gritar eu estou aqui.

Atenciosamente MB.

PS. Desculpe-me pela demora na resposta, estive o final de semana em Ribeirão Preto e não tive acesso a NET.

Ver perfil do usuário
Manoel oqe estou fazendo de errado na 6 da página 42 que não dá certo ??
eu dividi a figura em três a área 1 deu 150 / a área 2 deu 300 e a área 3 deu 75 .. soomando nunca vai dá 21 ..RSRSRS

RESPOSTA DO PROFESSOR:

Pois bem menina, até aí tudo certo, mas quando vc. calcula a área vc. está calculando o Impulso. como If = F . t e o tempo é igual a 25 segundos, então temos:

150 + 300 + 75 = F . 25
calcula pra ver no que dá.

Um abraço.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum