Colégio Horizonte

Este fórum foi criado com o intuito de ajudar os alunos durante o ano letivo.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Trabalho Biologia 2º Ano EM.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Trabalho Biologia 2º Ano EM. em Ter 01 Maio 2012, 20:45

Oxiurose



É o nome dado a infecção por oxiúros, que são vermes que atacam principalmente homens. Os vermes adultos vivem no intestino grosse e após a cópula, o macho é eliminado, As fêmeas fecundam cerca de 11 mil ovos. Em um determinado tempo, o parasita se desprende do ceco e é arrastado para a região anal e prianal, onde se fixa e libera grande quantidades de ovos. E vermicularis é o parasita de maior poder de infecção, pois seus ovos necessitam de apenas seis horas para se tornar infectantes.
Ao serem ingeridos, os ovos sofrem a ação do suco gástrico e duodenal, libertando as larvas que se dirigem ao ceco, onde se fixam e evoluem até o estágio adulto. A duração do ciclo é em média de 30 a 50 dias.
O sintoma característico da enterobíase é o prurido anal, que se exacerba no período noturno devido à movimentação do parasita pelo calor do leito, produzindo um quadro de irritabilidade e insônia.
Em relação às manifestações digestivas, a maioria dos pacientes apresenta náuseas, vômitos, dores abdominais em cólica, tenesmo e, mais raramente, evacuações sanguinolentas.
Nas mulheres, o verme pode migrar da região anal para a genital, ocasionando prurido vulvar, corrimento vaginal, eventualmente infecção do trato urinário, e até excitação sexual. Apesar da sintomatologia, não se verifica eosinofilia periférica e os níveis de IgE em patamares dentro da normalidade, com exceção de estudo de infecção massiva promovendo uma alta elevação de IgE sangüínea e contagem de eosinófilos.
Existem relatos de localização ectópica da patologia levando a quadros de apendicites, salpingites, granulomas peritoneais e perianais, doença inflamatória pélvica.

Ver perfil do usuário

2 Re: Trabalho Biologia 2º Ano EM. em Ter 01 Maio 2012, 20:57

Profilaxia da Elefantíase
Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é pela observação microscópica de microfilárias em amostras de sangue. Caso a espécie apresente periodicidade noturna, é necessário recolher sangue de noite, de outro modo não serão encontradas. A ecografia permite detectar as formas adultas. A serologia por ELISA também é útil. São usados antiparasíticos como mebendazole. É importante tratar as infecções secundárias.


Prevenção

Há um programa da OMS que procura eliminar a doença com fármacos administrados como prevenção e inseticidas. É útil usar roupas que cubram o máximo possível da pele, repelentes de insetos e dormir protegido com redes.

Ver perfil do usuário

3 Trabalho de Biologia professor Cleber Lopes em Ter 01 Maio 2012, 23:10



Profilaxia do Oxiúrus


O diagnóstico é feito analisando a presença dos ovos e fêmeas na região anal do paciente, com auxílio de uma fita adesiva transparente, que retirará uma amostra nas primeiras horas do dia, antes do indivíduo defecar ou tomar banho. Este material é analisado em microscópio, para confirmação da presença do parasita.
O tratamento pode consistir em lavagens intestinais com água morna e/ou fármacos. A higienização do ambiente e cuidados pessoais desta natureza são fatores importantes para evitar a reinfestação do ver
me.

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&pq=profilaxia+o+que+significa&cp=28&gs_id=52&xhr=t&q=preven%C3%A7ao+da+doen%C3%A7a+Oxiurose&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_qf.,cf.osb&biw=1600&bih=809&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi&ei=b5agT4_lIqPj0QH8hbT_CA

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum